• Notícias

Nasce Diago TN de CV, clone do grande Diago, da bateria Nelore Mocho da Lagoa

Thell de Castro Corte Zebu 12 de junho de 2007

Print Friendly and PDF

<-- Diago de CV

Nasceu no último dia 19 de maio, na In Vitro Brasil, em Mogi-Mirim (SP), o touro Nelore Mocho Diago TN de CV, primeiro clone do reprodutor Diago de CV, do pecuarista Carlos Viacava. Diago, que integra a bateria de reprodutores da Lagoa, maior central de genética bovina da América Latina, é o recordista de vendas de sêmen na raça Nelore Mocho, com mais de 160 mil doses comercializadas.

Diago TN de CV, produzido pela Cyagra Brasil, empresa formada pela In Vitro Brasil e a americana Cyagra US, líder mundial na clonagem de bovinos, será apresentado aos pecuaristas na abertura do 9º Leilão Nelore Mocho CV, na Fazenda São José, em Paulínia (SP), no próximo dia 21 de julho. Diago, que está na fazenda, também será mostrado no evento.

Grande trajetória
Nascido em 21 de agosto de 1995, Diago é uma marca no Nelore Mocho. Desde bezerro chamou a atenção de Carlos Viacava. “Visitando a fazenda eu sempre notava o Diago, ele era diferente, tinha uma carcaça muito boa, era comprido, bem arqueado, profundo. Dali nós fomos observando e levamos para a Lagoa”, conta o pecuarista. O touro chegou na central em 1997 e, desde então, tornou-se um recordista na venda de sêmen da raça.

“Com 11 anos de idade, o reprodutor é pai de grandes campeões, aliando carcaça moderna, profundidade de costelas, musculatura avantajada no posterior com beleza racial. É uma marca que representa os 20 anos da seleção CV”, ressalta Ricardo Abreu, gerente de produto Corte/Zebu da Lagoa. Diago é genearca de matrizes e touros destacados na atualidade, como Ilópolis, que tem sêmen convencional e sexado disponíveis na Lagoa.

Viacava ressalta que as melhores matrizes da atualidade são filhas de Diago. “Além disso, ele já tem vários filhos em centrais. É um touro que provou que é bom de pasto, de pista, de produzir macho, produzir fêmea, e quem ajudou esse desenvolvimento, sem dúvida, foi a Lagoa”, finaliza.