• Notícias

Lagoa conquista grandes resultados na Expozebu 2005

Corte Zebu 1 de novembro de 2005

Print Friendly and PDF

Central contratou vários reprodutores, entre eles Lufo TE da Carpa, o Grande Campeão Nacional Nelore; foram comercializados mais de R$ 1 milhão em doses de sêmen e uma filha de Humaitá, integrante da bateria Guzerá, quebrou o recorde mundial de produção de leite

Grandes contratações, recordes e ótimos negócios. Foi extremamente positiva a participação da Lagoa, a maior central de inseminação artificial da América Latina, na 71ª Expozebu, realizada entre 29 de abril e 10 de maio em Uberaba (MG).

O Grande Campeão Nacional Nelore da exposição, Lufo TE da Carpa, de Eduardo Biagi, foi anunciado oficialmente no evento como o mais novo reprodutor integrante da bateria da Central. Favorito ao título, Lufo confirmou todas as expectativas. “É um filho de Helíaco em vaca Panagpur, com a presença de Chummak duas vezes em seu pedigree. Lufo nos chamou a atenção já aos cinco meses de idade, quando começamos a acompanhá-lo. Na Expozebu 2005, comprovou ser um grande touro”, destaca Ricardo Abreu, gerente de produto Corte/Zebu da Lagoa.

Lúcio Cornachini, gerente de Marketing/Vendas da Central, ressalta que a Lagoa investe no reprodutor há muito tempo. “Lufo já tinha destino certo desde bezerro, a Lagoa. Investimos neste grande reprodutor pelas suas características e também pela forte parceria que temos com a Carpa Serrana, que contribui muito com a pecuária brasileira ao apresentar touros como este”, afirma.

A Lagoa também contratou Malcon TE J. Galera, filho de Bitelo SS em vaca Fadamy (Nambi x Ópera), Reservado Campeão Sênior Nelore na Expozebu 2005. “Malcon conta com mais de dez títulos em seu currículo”, comenta Helder Galera, da Agropecuária J. Galera.

Ainda na raça Nelore, as contratações continuam: Jenipapo Kito, do criatório de Marco Rezende de Andrade (Kito), filho de Bitelo SS em vaca Pradesh; Alfajor da TH, de Takao Hoshino e José Camilo, de Itapetininga (SP), filho de Enlevo em vaca Fajardo e destaque na categoria Sênior na Expozebu, além de Campeão em Umuarama (PR) em 2004.

No Nelore Mocho, a Lagoa contratou Claro TE DB, de Djalma Bezerra, destaque Sênior na raça neste ano. Claro havia sido Reservado Campeão Touro Jovem na Expozebu 2004. “É filho de Bitelo SS em vaca Lajedo OB. Está com excelente carcaça, pesando 1210 kg e perímetro torácico de 2,60m”, afirma Abreu.

Julgamentos
Cerca de três mil animais das raças Nelore, Nelore Mocho, Brahman, Guzerá, Tabapuã, Gir e Indubrasil participaram dos julgamentos da Expozebu 2005. Os animais inscritos passaram por criteriosa avaliação. Neste ano, novidades marcaram os julgamentos: a adoção de uma tabela de pesos máximos por sexo e idade e obrigatoriedade da realização de exames de paternidade e maternidade em todos os animais.

Gedhá da Cascalho Rico, de Nilo Muller Sampaio, sagrou-se Bi-Grande Campeão da raça Tabapuã. O reprodutor integra a bateria da Lagoa desde 2004 e tem sêmen disponível. “Parabéns ao Nilo Sampaio pela coragem em trazer um touro já Grande Campeão para disputar o Bi. Gedhá representa a seleção da Cascalho Rico em agregar caracterização racial e carcaça espetacular”, pondera Abreu.

Na raça Nelore, Tacapi Mata Velha, filho de Meteorito TE Mata Velha, conquistou o Campeonato Júnior Menor. “Já esperávamos a grande performance da progênie de Meteorito na Expozebu. Parabenizamos Jonas Barcellos pelo excelente reprodutor”, destaca Cornachini. No Nelore Mocho, Lucki de CV, filho de Diago de CV numa vaca Ilustre NF, foi o Reservado Grande Campeão. “É apenas o começo das premiações da progênie do Diago nas principais pistas do país”, ressalva Abreu

Torneio Leiteiro
A final do 27º Concurso Leiteiro da Expozebu 2005 foi marcada por quebra de recorde mundial de produção de leite. A vaca adulta Grande Campeã da raça Guzerá, Nagoia Taboquinha, filha de Humaitá da Taboquinha, integrante da bateria Lagoa, teve produção média de 37,100 kg diários e produção total de 111,300 kg em quatro dias de competição.

Para a diretora técnica do Centro Brasileiro de Melhoramento Genético da raça, Vânia Penna, o recorde de Nagoia é a resposta de um trabalho significativo de genética, já que tanto Humaitá como a mãe da Grande Campeã são produtos do núcleo MOET de Guzerá. “Essa foi a segunda lactação desta fêmea. A boa produção foi uma surpresa até mesmo para o proprietário”, revelou.

Henrique Brinckmann, gerente de Negócios Leite da Lagoa, destaca as qualidades de Humaitá. “Este grande reprodutor é provado para leite no Sumário EMBRAPA/CGMG e é o segundo melhor touro no Programa de Melhoramento Genético da raça. Trata-se da combinação ideal de beleza racial, estrutura corporal e produção de leite”, destaca.

Resultados comerciais
O estande da Lagoa registrou intensa movimentação nos doze dias de Expozebu. A Central contou com uma grande equipe de gerentes e consultores de campo para atender os pecuaristas, apresentando as novidades na bateria de raças zebuínas, além de programas e serviços.

Foram vendidos mais de R$ 1 milhão em doses de sêmen, sendo que Lufo, disponível para reservas, ultrapassou a casa das 10 mil doses. Também se destacaram nas vendas Enlevo, Ilustre, Maghaiver, Fano, Meteorito, Malcon e Magnífico, Máster, entre outros.

“A participação da Lagoa na Expozebu 2005 foi extremamente positiva. As boas vendas aliadas às excelentes contratações marcam o evento como um dos melhores da história da Lagoa. Agora vamos nos dedicar aos outros grandes eventos do ano, como Agrishow, Megaleite, Feicorte, Expomilk, Expointer e Expoinel, entre outros”, ressalta Cornachini.